O mercado, a sustentabilidade, o investimento e o futuro da Saint-Gobain Portugal, na entrevista de José Martos, CEO da empresa, à Kéramica

A Saint-Gobain em Portugal está quase a comemorar 60 anos e, segundo José Martos, o mercado português foi uma excelente aposta.

Em 2020, “transformamo-nos em Saint-Gobain Portugal S.A., com a integração das marcas Weber, Placo® e ISOVER, nas atividades de argamassas industriais, gesso e isolamento”, refere José Martos, CEO da Saint-Gobain Portugal. Além deste acontecimento especial, a Weber celebrou 30 anos e foi eleita marca “Escolha dos Profissionais”, na categoria Colagem e Betumação. Já em 2021, o grupo foi distinguido pela certificação TOP EMPLOYER, pelo sexto ano consecutivo.

A Saint-Gobain foi, ainda, nomeada pelo 9º ano consecutivo como Derwent Top 100 Global Innovator ™ 2020 pela Clarivate Analytics, que determina o ranking global das empresas mais inovadoras.

Segundo José Martos, os três desafios fundamentais do setor da construção são a digitalização, a sustentabilidade e a produtividade e, nesta entrevista, explica como a empresa os está a trabalhar.

No que diz respeito à sustentabilidade, “A Saint-Gobain tem desenvolvido a sua atividade com o foco em mitigar e valorizar os resíduos gerados, em reutilizar os excedentes, em substituir determinados recursos e em reciclar os materiais com que trabalha”, acrescenta ainda José Martos, “a Saint-Gobain compromete-se, até 2025, a reduzir em 20% a sua pegada de carbono”. A pegada ambiental é uma das preocupações da empresa e é requisito fundamental no desenvolvimento de novos produtos, prova disso é o webercol flex lev.

Acerca da aplicação de cerâmica, José Martos realça os excelentes profissionais do setor, tanto fabricantes como distribuidores e instaladores, em Portugal. O facto do desenvolvimento técnico dos produtos não ter sido acompanhado pelo mercado, na sua opinião, é uma oportunidade para “mostrar ao mercado quais são as técnicas corretas e seguras de instalação de cerâmica, incrementar o fornecimento de soluções de valor acrescentado e garantir a satisfação dos clientes finais”. Os produtos complementares à cerâmica têm um peso de 50% na produção da Saint-Gobain Portugal, sendo o mercado português o foco.

Fica o compromisso da Saint-Gobain em continuar a crescer em Portugal. Lê a entrevista completa aqui.

Pode comparar até 4 produtos.
Compare