Como fazer a colagem e betumação de pastilha cerâmica ou de vidro em piscinas

Veja nesta página os problemas mais comuns que lhe podem surgir e a solução weber a adotar para os resolver.

Problemas comuns e questões que pode enfrentar

colagem_pastilha_piscinas_problema_f1

1.

O sistema de revestimento de uma piscina está sujeito a um ambiente considerado exigente, pelo que todos os materiais aplicados devem cumprir os requisitos para conseguir a durabilidade do mesmo. Todo o processo construtivo exige cautela na sua execução para que não ocorram patologias graves que originam prejuízos avultados.

colagem_pastilha_piscinas_problema_f2

2.

É fundamental que o suporte, a maior parte das vezes em betão com acabamento em reboco/betonilha tenha a resistência exigida para estes locais, nomeadamente coesão, aderência e ausência de fissuração. Todas as zonas ocas deverão ser removidas e refeitas antes da impermeabilização ou colagem do revestimento.

colagem_pastilha_piscinas_problema_f3

3.

É fundamental garantir que não existirão perdas de água pelo suporte, pelo que se deverá proceder à impermeabilização com argamassas adequadas, tipo weberdry 824 ou weberdry KF, uma vez que o revestimento final tem apenas uma função estética e de proteção.

colagem_pastilha_piscinas_problema_f4

4.

As piscinas são revestidas com diversos tipos de materiais cerâmicos, vidro ou pedra natural. Alguns em forma de mosaico incorporam no tardoz, para ligar as peças entre si, pontos de silicone, redes de fibra de vidro ou outros elementos, o que dificulta a ligação de uma cola cimentícia. Neste caso, deve ser usado o webercol epoxy ou em alternativa contactar os serviços de apoio técnico da Weber.