Edifícios alicerçados na reabilitação e sustentabilidade

weberplast silcolor

A sustentabilidade está integrada, cada vez mais, na vida dos edifícios desde o momento em que este é projetado até à sua concretização, garantindo-lhe longevidade, estabilidade e segurança.  Aliar estética ao conforto é assim a premissa base para que os edifícios captem a atenção de uma sociedade exigente e informada. Os acabamentos de um edifício, note-se de uma fachada, têm uma forte componente estética, mas também performativa, uma vez que estando expostos a várias combinações ambientais como diferenciais térmicos, de humidade, gelo e degelo, condensações, acabam por proteger a estrutura do edifício, minimizando patologias e aumentando do conforto interior.

 

Há um interesse significativo e uma consciencialização iminente para a valorização do edificado antigo, a preservação da herança cultural e o seu usufruto, o que enfatiza a importância da reabilitação. Nestes trabalhos de obras do edificado antigo, procura-se assegurar a sua reabilitação, assim como manter a sua identidade, preservando as suas características o mais próximo do existente/original: desde a cor, os detalhes arquitetónicos e até mesmo o tipo de materiais aplicados, por forma a exponenciar o seu valor patrimonial. A questão estética é um elemento relevante na equação, não somente porque está visível e cria o reconhecido e tão familiar “primeiro impacto”, mas também porque quando se trata de uma reabilitação, em especial de um edificado antigo, a questão do material aplicado toma maior expressão.

Ao longo dos anos, novos métodos e soluções construtivas foram-se vislumbrando e a acompanhar novos produtos, que dada a sua composição nem sempre são compatíveis com suportes antigos (note-se que o edificado antigo foi construído na sua maioria com recurso a produtos à base de cal, altamente permeáveis ao vapor, muito diferentes dos comumente aplicados na construção hoje em dia). Nesse sentido, é preciso fazer a seleção adequada de produtos, para se obter bons e duradouros resultados, mesmo que se trate apenas de uma intervenção superficial, como a aplicação de uma nova pintura. Sendo a pintura o último layer a ser aplicado numa fachada, se este não tiver o mesmo comportamento que as camadas anteriores (principalmente, idêntica permeabilidade ao vapor), patologias como condensações e desenvolvimento de fungos irão ocorrer.

A Saint-Gobain Portugal, por reconhecer, valorizar o setor da reabilitação e todas as suas vertentes como é o caso da reabilitação do edificado antigo, para além de desenvolver uma gama específica denominada de webercal que dá resposta aos vários trabalhos necessários numa fachada deste âmbito, desenvolveu ainda, recentemente, um primário - weberprim silcolor - e uma tinta aquosa - weberplast silcolor. Este produto weberplast silcolor está disponível em mais de 100 cores e apresenta uma boa resistência à penetração de água, para além de evidenciar uma elevada permeabilidade ao vapor. A somar à sua excelente performance, é uma solução fácil de aplicar e de elevada rentabilidade, resultando em procedimentos de aplicação correntes.

O edificado antigo é Património, integra a nossa história, conta-nos histórias e mostra-nos evolução e possibilidade de reinvenção, por isso é fulcral preservá-lo, vivenciá-lo, para que no futuro outros possam usufruir e aprender com eles tanto quanto nós.

Carolina Mateus, Gestora de Produto da Saint-Gobain Portugal

 

Pode comparar até 4 produtos.
Compare